Sprints vs Treino Excêntrico Isolado

Este estudo foi realizado com 32 Jogadores de Futebol, divididos em 3 Grupos: Grupo 1 (Treino de Futebol), Grupo 2 (Treino de Futebol + Nórdicos) e Grupo 3 (Treino de Futebol + Sprints). O objetivo foi perceber a relação entre o Treino Excêntrico Isolado e o de Treino de Sprint na obtenção de ganhos na performance e na mecânica de Sprint, assim como na estrutura da porção longa do Bíceps Femoral.

Existem vários defensores de que o trabalho excêntrico isolado (nomeadamente o “Nordic Hamstring”) é um meio ótimo para que haja um melhor desenvolvimento do Bíceps Femoral, no entanto, este estudo recente demonstra algo, no mínimo curioso e que despertará com certeza a vontade de muitos em comprovar ou contrariar o mesmo!

A verdade é que estes resultados sugerem que o treino de Sprint é superior ao treino excêntrico isolado com vista ao aumento do comprimento do fascículo (fornecendo um estímulo preventivo), e ao mesmo tempo, é capaz de melhorar a performance e a mecânica de Sprint.

Para além de mais estudos para confirmar a validade destes dados, a meu ver, será interessante também perceber de que forma funcionará o treino específico do velocista e o que daí se poderá aportar ao treino do futebolista, nomeadamente no que diz respeito ao trabalho dos posteriores da coxa.


Link do Artigo: 

https://journals.plos.org/plosone/article/file?id=10.1371%2Fjournal.pone.0228283&type=printable

👀⚽️🧠📝

André Azevedo

Assistant Coach ⚽️
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • newemailoutlinesymbolinblackcircularbutt

© 2020 por André Azevedo

Subscreva a Newsletter

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • newemailoutlinesymbolinblackcircularbutt
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now